Professor “em regime de substituição”

Dezembro 12, 2007

Há poucos dias terminei a minha terceira experiência como professor em regime de substituição. É impossível permanecer indiferente a este tipo de trabalho tendo em conta a quantidade de pormenores que o caractephoto-0039.jpgrizam. De facto, um período de três meses é muito curto para nos adaptarmos a novos roteiros, instalações, horários, companheiros de trabalho, alunos, burocracias, etc. E quando parece que estamos ambientados e a entrar num bom ritmo de trabalho, chega a hora das despedidas. Alguns alunos suspiram de alívio porque o photo-0037.jpgprofessor habitual está de volta e este “tinha umas ideias um pouco esquisitas”, outros vivem um misto de tristeza e alegria. Feitas as despedidas chega a hora da reflexão. Fui um bom profissional? Fiz o melhor possível tendo em conta a especificidade deste trabalho? Quero acreditar que sim! Assim, aproveito para desejar muitos “sucessos” e “felicidades” a todos aqueles com quem tive a oportunidade de trabalhar na Academia de Música José Atalaya, especialmente aos meus alunos: Filipa, Paula Filipa, Cláudia Ribeiro, Beatriz, Maria João, Cláudia Machado, Guadalupe, Bruna, David, Ana Novais, Joana, Ana Magalhães e Ophelie. Tudo de bom para todos, Marco

Anúncios

Uma resposta to “Professor “em regime de substituição””

  1. Verónica said

    Parabéns, por seres uma pessoa tão empenhada e dedicada em tudo o que fazes, com certeza os frutos que irás colher no futuro serão os melhores. Desejos de muito sucesso!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: